Você está fazendo tudo certinho: Treinando com disciplina e dedicação, tomando mais água durante o dia, resistindo às guloseimas e tentações, seguindo um plano alimentar saudável e equilibrado, etc. Tudo parece maravilhoso e funcional, mas há um pequeno problema… ou melhor, um grande problema: você sente fome toda hora. Mas não é só uma fome… É uma fome gigantesca, uma obsessão por comida e muita gula, rs. Isso é normal? Sinto lhe dizer que sim! Por isso mesmo, grande parte das pessoas que iniciam um novo projeto de corpo em forma desistem na metade do caminho, pois é realmente difícil lidar com esses efeitos colaterais de uma dieta mais restrita.

Como eu sofro bastante durante meus períodos de pré-competição, tive que descobrir, inventar e testar coisas que me ajudem a lidar com a fome e a vontade de comer coisas fora da dieta… Então, esse artigo é para lhe contar alguns segredos que já testei e aprovei!

  • Comer primeiro a salada

Essa dica é bem antiga e tenho certeza que muitos já testaram! Ela realmente funciona e indico que você faça isso: antes de ficar pensando no resto da refeição, aproveite uma salada bem variada, cheia de folhas verduras e legumes (cozidos ou crus). Aproveite para colocar limão e um pouco de azeite que são excelentes para iniciar o processo de redução de apetite. Coma devagar para que o cérebro registre os alimentos que estão chegando ao estômago. Evite molhos e outros condimentos com muita gordura, sal e açúcares.

 

  • Tome uma limonada picante

O limão é excelente para reduzir o apetite e se acrescentarmos uma especiaria então… É tiro e queda! Tente essa combinação: 1 copo de água + Suco de 1 limão + adoçante + 1 pitada de pimenta caiena. Eu adoro essa combinação: é exótica, picante e aquieta o paladar! Além de tudo, a pimenta é naturalmente termogênica – o que irá lhe ajudar a queimar mais calorias em repouso e durante o treino. Tente essa limonada ao acordar, à tarde ou à noite.

 

  • Aumente o volume

Inclua em seu cardápio alimentos volumosos e com poucas calorias. Estes alimentos seriam os ricos em fibras e água, como por exemplo: maçã, pepino, verduras cozidas, chuchu, melão, etc.

 

  • Ame as fibras

Consuma muitas fibras em cada uma de suas refeições do dia, afinal, além delas promoverem saciedade, elas automaticamente reduzem o número total de calorias que você irá absorver (pois as fibras reduzem a absorção de carboidratos e gorduras no intestino). Lembrando que uma dieta rica em fibras também deverá ser rica em líquidos, só assim você irá notar a maior sensação de saciedade.

 

  • Consuma mais gorduras 

As gorduras são excelentes para promoverem saciedade e espantar a fome! Consuma uma pequena porção de gordura boa em cada uma de suas refeições e sinta a diferença! Gorduras que eu adoro e sempre consumo: amêndoas, abacate, castanhas, macadâmias, azeite, óleo de coco e salmão.

 

  • Uma salvação chamada café!

Eu nunca acreditei que esse pretinho seria capaz de nos aliviar tanto! Peguei o hábito de consumir café com adoçante ao longo do dia e é incrível como ele tira nossa vontade de ingerir doces e outras guloseimas! Tomo um copo de café preto com adoçante e canela logo que acordo e a cada 5 horas tomo uma xícara menor. Ele sacia a fome e a vontade de beliscar. Por isso é viciante! Além disso, a cafeína acelera nosso metabolismo auxiliando no emagrecimento! Mas lembre-se: no máximo umas 4 ou 5 xícaras pequenas ao dia e nada de acréscimos calóricos: somente adoçante e/ou canela.

 

  • Fuja do açúcar

O consumo de açúcar, doces e qualquer alimento muito rico em carboidratos, irá causar um disparo na secreção do hormônio insulina em seu sangue. Isso é muito ruim, pois após a insulina ter feito o trabalho de carregar o excesso de glicose do sangue para as células, sua glicemia irá despencar e você sentirá muita fome de repente e uma vontade desesperada de comer mais carboidratos! Esse círculo vicioso é o grande responsável pela compulsão alimentar e obesidade. O açúcar é realmente uma droga viciante, então no começo é muito trabalhoso ter que cortá-lo da dieta, mas com determinação o corpo começa a acostumar e após alguns dias com uma dieta sem açúcar e baixa em carboidratos, naturalmente você sentirá uma redução na vontade de comer açúcar, doces e outras fontes de carboidratos (pães, massas, biscoitos, torradas, etc.).

 

  • Aminoácidos salvadores

A compulsão alimentar pode ser tratada com a ajuda de aminoácidos especiais! Inicialmente, faça uma suplementação com um blend de aminoácidos essenciais entre as refeições (em cápsulas ou em pó diluído em água ou chá). Você começará a se sentir menos compulsivo com a comida. Após uns 15 dias, turbine essa suplementação com uma dose extra e isolada de 5-HTP e fenilalanina (consulte um médico ou nutricionista para prescrever doses e uma receita para manipulação). Essa dupla irá aumentar consideravelmente a produção cerebral de serotonina, dopamina e alguns hormônios envolvidos no bem-estar, felicidade e redução do apetite e gula.

 

  • Use o poder da mente

Eu sei que na teoria é fácil, porém, há horas em que todas as estratégias não funcionam e tudo o que você quer é assaltar o armário e a geladeira… Você não sente fome, mas quer comer. Nessas horas, você deve mostrar quem é que manda! Nossa mente domina nosso corpo, nossas ações, nossos pensamentos e sentimentos, então, se você está num momento de tristeza, ansiedade, desânimo e/ou compulsão alimentar, trate de distrair a mente e “assoprar” as imagens e vontades de comer de sua cabeça. Vá se distrair, vá fazer coisas que não estejam perto de comida e muito menos que a façam lembrar de comida. Saia de casa, consuma coisas que não tenham calorias (gelatina 0%, alface, chás, café com adoçante, goma de mascar 0%, etc.), vá treinar, telefone para alguém, tome um banho gelado, etc.

Mentalize frases como: “Eu não quero comer, eu quero ser magra!” ou “Eu perdi o interesse pela comida, prefiro fazer outras coisas” Ou “Eu não sinto fome!” ou “Estou muito feliz por conseguir resistir às tentações!”, ou seja, sempre frases afirmativas que a (o) fortaleça! Para trabalhar sua mente e fortalecer suas ações perante à vida, recomendo o acompanhamento com uma psicóloga, terapeuta ou coach de vida/de emagrecimento!

 

10 – Durma bem todos os dias

E por último, uma das dicas mais importantes que irá mudar sua vida, seu corpo e sua saúde: durma bem todos os dias. Noites mal dormidas geram a longo prazo um desequilíbrio hormonal, principalmente nos hormônios envolvidos com a fome e saciedade: grelina e leptina. Quando você dorme pouco ou mal, tem um aumento do hormônio grelina – o responsável pela sensação de fome, então, você passa o dia todo querendo comer, beliscar e fugir da dieta. Quando você dorme bem, além de se sentir mais energizado, bem humorado, disposto e motivado, você mantém seus níveis de leptina mais altos (o hormônio da saciedade). Então, caso você tenha problemas como o sono, procure um bom tratamento já!

PALESTRA GRATUITAS • EMAGRECIMENTO E HIPERTROFIA•
x